Make your own free website on Tripod.com

A Entrega de Bens de Uso Pessoal do Cônjuge e dos Filhos. (CPC, art. 888, II)

 

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA Xª VARA DE FAMÍLIA.

 

 

Distribuir por dependência ao

processo nº 80/98

 

 

            LUCRÉCIA BORGES, brasileira, casada, de afazeres domésticos, residente e domiciliada nesta cidade,  pelo procurador firmatário, conforme mandato incluso, com escritório profissional na Rua da República, 1.899, onde recebe intimações, vem, respeitosamente, à presença de V. Exa., promover a presente Medida Cautelar, com fundamento no art. 888, II, do CPC, objetivando a entrega de bens de uso pessoal, contra LÚCIO SÉRGIO, brasileiro, casado, representante comercial, CPF/MF 002.003.004-05, residente e domiciliado nesta cidade, na Rua Pedro Álvares Cabral nº 1.500, pelas razões que passa a expor:

 

            1.-       Acatando a respeitável decisão proferida por esse MM. Juízo no processo nº 80/98, que deferiu medida liminar na ação cautelar de separação de corpos, impetrada contra seu esposo LÚCIO SÉRGIO, a requerente, juntamente com seus dois filhos menores,  passou a residir provisoriamente na companhia de seus pais, na Rua Sete de Abril nº 1.998, nesta cidade.

 

            2.-       Sucede que, por ocasião de sua saída do lar conjugal, dadas às circunstâncias em que a mesma ocorreu, não lhe foi possível retirar os bens de uso pessoal, seus e de seus filhos.

 

            3.-       O requerido, por sua vez, nega-se peremptoriamente a permitir a retirada daqueles pertences, ocasionando enormes transtornos à requerente e a seus filhos.

 

            Em razão do exposto e com amparo no dispositivo legal antes invocado, requer a V. Exa., se digne mandar citar o requerido para responder aos termos da presente ação cautelar, contestanto-a, caso queira, no prazo legal de cinco dias, prosseguindo o feito até final sentença que o condene a efetuar a entrega dos bens constantes na relação anexa e ao pagamento das custas processuais e honorários advocatícios.

 

            Relação dos bens e pertences:

            1.- .........................................

            2.- .........................................

            3.- .........................................

 

            Valor da causa:                        R$ ...,..

 

            Nestes termos

            Pede deferimento.

 

            Local e data

            Assinatura do procurador