Make your own free website on Tripod.com

Ação Cautelar de Busca e Apreensão de Coisa (CPC, art. 839)

 

Exmo. Sr. Dr. Juiz de Direito da - Vara Cível

 

 

 

 

 

 

                                               ERNANDES DOMICILIANO, brasileiro, solteiro, engenheiro civil, residente e domiciliado na rua Vasco da Gama, n. 500, ap. 101, nesta capital, por seu procurador (doc. 1), ao final firmado, com endereço profissional na Praça Parobé, n. 31, também nesta cidade, vem perante esse Juízo propor

 

                                   AÇÃO CAUTELAR DE BUSCA E APREENSÃO

 

contra POLIDORO MAIA, brasileiro, casado, construtor, residente na rua Varginha,  302, nesta cidade, pelo que passa a expor, e, ao final requer:

 

 

                                               1. É engenheiro civil, registrado no CREA sob n. 4999 (doc. 2), e realizou para o requerido, no mês de maio último, trabalho de engenharia, na elaboração de projeto estrutural de edifício, tendo celebrado contrato, sem valor definido (doc. 3).

 

                                               As plantas, laudos e especificações foram elaboradas no escritório do requerido, e lá deixadas, para que examinasse e posteriormente fossem feitos os acertos necessários.

 

                                               2. No dia 4 deste mês, procurou o requerido, a fim de saber a situação de seu trabalho, e fazer o acerto dos honorários.

 

                                               Recebeu proposta abaixo da tabela profissional e bem aquém dos honorários que usualmente cobra, tendo então recusado a oferta e solicitado a devolução do material, pois pretendia, como pretende, aciona-lo judicialmente.  

 

                                               Não obteve atendimento ao seu pedido, por simples negativa, sem qualquer justificativa.

 

                                               3. O material ainda se encontra no escritório do requerido, na avenida Rodolfo Só, n. 602, e é necessário para a Ação de Cobrança que pretende promover, o que fará no prazo legal.

 

                                               Face a situação, somente com ordem judicial é que será obtida a devolução de seu trabalho, que é seu e não do requerido, pois não houve contraprestação alguma, nem acerto nesse sentido.

 

                                               Ocorre que, se sabedor da pretensão do requerente, poderá o requerido simplesmente fazer desaparecer o material, até mesmo o destruindo. causando prejuízo irreparável porquanto não haverá a prova essencial à ação futura, prejudicado todo o trabalho elaborado.

 

                                               4. Pleteia, por isso, a busca e apreensão em caráter urgente e preventivo, do material, que lhe pertence e está sendo indevidamente retido pelo requerido.

 

                                               O material está relacionado em anexo (doc. 4).

 

                                               REQUER, assim, de V. Exa.,

 

                                   '           Seja concedida medida liminar de Busca e Apreensão do material  referido, conforme discriminado.

 

                                               Seja citado o requerido, para contestar, querendo, a presente ação, sob pena de revelia, e, após, seja acolhido o pedido e mantida a entrega, como pedido.

 

                                               Seja o réu condenado nas custas e honorários de advogado.

 

                                               Dá, à causa, o valor de dois salários-mínimos, para efeitos formais.

 

                                               Nestes Termos

 

                                               Pede Deferimento

 

                                               Werklin, 6 de abril de 1997